Suspeitos de provocarem um incêndio na Casa das Voluntárias, no município de Conceição do Castelo.

A Polícia Civil, após investigações, prendeu na manhã desta quarta-feira (11), durante uma operação da Delegacia de Conceição do Castelo, com apoio das delegacias de Iúna, Ibatiba e Castelo, cinco criminosos que provocaram um incêndio na Casa das Voluntárias, no município de Conceição do Castelo, no último dia 19 de março deste ano.

Segundo o delegado, Cláudio Rodrigues, a Operação Batismo de Fogo, foi um conjunto de ações e investigações para localizar os autores do crime, que incendiaram o local com objetivo de apagar evidencias, após furtarem a entidade.

Na madrugada do dia do crime, Alessandro Eduardo Silva, de 31 anos, William Magno Torrente, de 18 anos, Bruno Pereira dos Reis, de 23 anos, Marcos dos Santos Cardozo, de 30 anos e Valteir Lameira Cupertino da Costa, de 21 anos, Além de um sexto criminosos, que não terá seu nome divulgado pela polícia por que colaborou com as investigações, entraram na Casa das Voluntárias e levaram computadores, impressoras, roupas, eletrônicos e equipamentos.

Valteir já esta preso por um outro crime. Os demais foram presos durante a ação.

Com o incêndio, o prejuízo pode ter chegado a mais de R$ 600 mil. Já que além dos materiais roubados, máquinas de costura, tecidos, aviamentos, e outros equipamentos foram destruídos pelo fogo.

A associação tinha cerca de 100 voluntários, que trabalhava em prol do Hospital Nossa Senhora da Penha, no município. O grupo produzia artesanatos, roupas e entre outros produtos para reverter os recursos ao hospital.

Os detidos vão responder por diversos crimes, entre eles, associação criminosa. Eles vão cumprir pena na Penitenciária Agrícola do Espírito Santo, em Viana.

Fonte: Jornal Fato / Rafaela Thompson

Veja Também!